Página Inicial

 

 
PET'S SHOP
FAÇA SUA LOJA
PET ID
ADOTE UM PET
ACHADOS  PERDIDOS
PET MATRIMONIAL
PET TRAVEL
EVENTOS
CLUBE PETFRIENDS
PET'S E FAMOSOS
EXÓTICOS CURIOSOS
CONTOS  HISTORIAS
OPINIÕES PET'S
CAMPEÕES 
TV PET FRIENDS
ENCONTROS
ASTROLOGIA
CONSULTA ON-LINE
MUNDO VETERINÁRIO
FÓRUM
ONDE ESTAMOS
CHAT VET
FAÇA SEU SITE
CÃES
GATOS
PEIXES
AVES
RÉPTEIS
OUTROS
POSTAIS ON-LINE
JOGOS
PET'S FAMOSOS
PARA COLORIR

Terrier do Tibet
Companheiro nas horas árduas

O Terrier do Tibet é um cão carinhoso principalmente com crianças. Obediente, esse cão costuma ser protetor do lar. É leal, robusto, bom caminhante, ágil e dedicado ao seu proprietário; contudo, um pouco apreensivo com estranhos. De expressão determinada, é inteligente, amigo e corajoso. Costuma ser fiel companheiro mesmo nas horas mais difíceis.Terrier do Tibet
É um cão de tamanho médio, vastamente coberto de pêlo, e quadrado em termos proporcionais. Uma mecha de pêlo cobre-lhe os olhos e focinho. A cauda felpuda encaracola para frente e cai sobre o dorso. As patas são largas, achatadas, e redondas, produzindo uma espécie de calçado apropriado para a neve, que lhe garante tração.
Com o lombo ligeiramente arqueado, esse Terrier possui um peitoral bem constituído, e no cão adulto estende-se até ao topo do cotovelo. As costelas não são muito amplas e estreitam ligeiramente para permitir que as patas dianteiras trabalhem livremente nos lados.
Sua pelagem é dupla, com o pêlo interior macio e lanoso, e exterior comprido, ondulado ou liso. Existe em muitas cores, variando desde o preto, cinzento, cor de creme, ouro, branco; e com várias combinações das cores base. As cores de chocolate são vistas em alguns exemplares, mas não são adequadas para cães de exposição. O seu pêlo longo necessita de atenção regular para que não fique constantemente embaraçado.
O Terrier do Tibet tem a sua origem na terra remota de “Lost Valey”, situada nos mosteiros tibetanos, acima das montanhas do Terrier do TibetHimalaia na Ásia. Este lugar, que traduzindo se chama Vale Perdido, seria tão inatingível para os visitantes, que estes dependiam muitas vezes de um cão para guiá-los em segurança durante toda a viagem. Esses cães nunca foram vendidos, já que as famílias que o possuíam o consideravam um animal sagrado, que traria sorte a quem o possuísse.
Como outros cães tibetanos, essa raça não foi desenvolvida para companhia do homem. Muita antiga, ela foi criada para sobreviver às condições austeras em que viviam os tibetanos. Os cachorros foram mantidos nos mosteiros e usados por nômades para agrupar e guardar os seus animais.
Até hoje a raça não é propriamente conhecida como um terrier, já que é mais um cão de trabalho; parecendo-se muito mais com um Old English Sheepdog em sua versão miniatura.

 

Voltar

inicio l quem somos l cadastre-se l contato
Copyright© 2000 PetFriends. Todos direitos reservados. All rights reserved
1